Uma noite eu tive um sonho…

Sonhei que estava andando na praia
com o Senhor
e no céu passavam cenas de minha vida.

Para cada cena que passava,
percebi que eram deixados dois pares
de pegadas na areia:
um era meu e o outro do Senhor.

Quando a última cena da minha vida
passou diante de nós, olhei para trás,
para as pegadas na areia,
e notei que muitas vezes,
no caminho da minha vida,
havia apenas um par de pegadas na areia.

Notei também que isso aconteceu
nos momentos mais difíceis
e angustiantes da minha vida.

Isso aborreceu-me deveras
e perguntei então:

creativeart/Freepik

– Senhor, tu não me disseste que,
tendo eu resolvido te seguir,
tu andarias sempre comigo,
em todo o caminho?

Contudo, notei que durante
as maiores tribulações do meu viver,
havia apenas um par de pegadas na areia.

Não compreendo por que nas horas
em que eu mais necessitava de ti,
tu me deixaste sozinho.

O Senhor me respondeu:

– Tens certeza?

Jamais te deixaria nas horas
de prova e de sofrimento.

Quando viste na areia,
apenas um par de pegadas,
eram as minhas.

Foi exatamente aí,
que te carreguei nos braços.

Autoria: Copyright © 1984 Mary Stevenson, a partir do texto original 1936, Todos os direitos reservados **

Dartagnan Costa

Advogado OAB/RS 72.784 Diretor na empresa Dartagnan & Stein Sociedade de Advogados, atuando no mercado do Rio Grande do Sul. Bacharel e Mestre em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul Especialista em Direito Tributário pela Universidade Cândido Mendes Especialista em Direito Empresarial do Trabalho pela Universidade Cidade de São Paulo MBA em Direito da Economia e da Empresa pela Fundação Getúlio Vargas

Deixe uma resposta