Contratar e manter profissionais qualificados é fundamental

O sucesso de empresas no mundo todo é buscar talentos, gerando diversidade. Porém, atrair, treinar e reter profissionais de qualidade é também um dos grandes desafios para os empresários em qualquer lugar do planeta, principalmente no Brasil, onde a situação nem sempre é favorável.

O assunto foi debatido no painel O Papel da Mobilidade de Capital Humano Qualificado para a Inovação na Indústria durante o 7º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria, evento realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em São Paulo.

“Gente boa traz gente boa”, ressaltou o superintendente geral da Fundação Certi, José Eduardo Azevedo Fiates, ao se referir a um ambiente que seja atrativo para profissionais de talento. “Uma grande quantidade de massa crítica acaba sendo um fator importante de atração”, complementou.

Segundo o ebook Recrutar é um talento, desenvolvido pela Endeavor e em parceria com a Catho, a atração e a retenção de talentos é o segundo maior obstáculo das pequenas e médias empresas brasileiras. Conforme a publicação, os atributos que definem os melhores profissionais são: boa formação, experiência e competência.

Catho/Recrutar é um talento

Mas o mercado também exige pessoas com iniciativa, criatividade e proatividade. Ou seja, quem estudou em boas escolas, adquiriu experiência trabalhando na área, sabe como fazer e quer fazer. Parece básico, mas não é fácil preencher todos esses requisitos. Se uma grande empresa valoriza esse perfil, para os empreendedores ele é essencial.

O capital humano representa o seu diferencial competitivo e é com ele que o empreendedor vai se destacar no mercado onde escolheu atuar. É com ele que a sua empresa vai formar a futura equipe, liderar pessoas, conquistar mercados, encantar clientes. E para um desafio tão grande precisa contar com os melhores.

Sobre a mesma questão, o vice-presidente para América Latina da Right Management, Javier Vargas, disse durante o painel realizado pelo Sebrae e CNI, que as empresas também devem criar ambientes favoráveis para a atração de talentos.

“Hoje é comum os profissionais procurarem empresas que têm boa imagem no mercado e, em muitos casos, estão envolvidas com causas que consideram importantes”, disse. Além disso, as empresas devem se comprometer com que o foi acordado com os novos contratados. “Os funcionários precisam ser tratados como consumidores”, resumiu.

creativeart/Freepik

Dicas para manter profissionais na empresa

Para ajudar o empresário nesta difícil tarefa que é manter profissionais qualificados dentro da empresa, trazemos as dicas de Dorival Donadão, sócio da DN Consult. As mesmas foram veiculadas na Revista Exame.

1. Invista em treinamento

Para o especialista, o déficit de capacitação é um dos principais gargalos do mercado de trabalho hoje. Para resolvê-lo, é preciso investir em treinamento dentro de casa. “É preciso desmistificar a palavra talento. Talento é alguém capaz de dar conta do recado. Isso pode ser alcançado com foco, objetividade, disciplina e treinamento”, diz.

2. Multiplique a competência

Aproxime os profissionais com potencial daqueles que já apresentam um bom desempenho. “Use o conteúdo do competente como um objeto de aprendizado para os outros. Assim, quando você for embora, ele não fica na mão”, destaca.

3. Desenvolva os talentos

“Quem é talentoso não quer ser ‘retido’, ele quer ser desenvolvido, desafiado, provocado”, diz Donadão. Cabe ao gestor criar um ambiente propício para que os funcionários talentosos se sintam motivados a explorar seu potencial.

4. Exija produtividade em troca de aumento

Na hora de negociar com um funcionário que recebeu uma proposta para sair da empresa, exija contrapartidas para o aumento proposto. “Se você entrar no leilão e subir o salário sem exigir o aumento de produtividade, a empresa sai perdendo”, aconselha.

5. Reconheça os colaboradores

Saiba reconhecer os colaboradores pela sua participação no sucesso do negócio. “O reconhecimento não é só monetário. É deixar claro que a pessoa é útil, necessária, imprescindível”, diz o especialista. “O feedback deve ser dado sistematicamente por meio de instrumentos definidos de avaliação da performance do funcionário”, destaca.

6. Envolva os colaboradores em uma causa

“As pessoas se engajam não em tarefas cotidianas, mas em uma causa”, alerta Donadão. Por isso, é importante compartilhar com os funcionários uma visão de futuro, estabelecendo os desafios de cada um para que ela seja alcançada.

7. Defina bem os papéis

“Parece óbvio, mas o profissional deve saber exatamente o que é esperado dele”, diz o especialista. Segundo ele, é importante definir claramente as funções e responsabilidades de cada cargo para que o profissional saiba o que deve fazer, em que prazo e com qual nível de qualidade.

8. Ofereça oportunidades de crescimento

Mostre aos funcionários que eles terão oportunidades de crescer dentro da empresa. “Não é crescer só pelo bolso, mas também pelo aprendizado”, aponta Donadão. “O próprio ambiente de trabalho é um laboratório”, ele destaca.

9. Tenha coerência ao definir cargos e salários

“É um importante manter um mínimo de racionalidade na hora de definir salários para não ficar vulnerável a críticas”, recomenda o especialista. A dica é criar uma escala com patamares pré-definidos para evitar discrepâncias.

10. Institua a meritocracia

“Remunere os funcionários pelo mérito, pelos resultados e não pelo tempo de casa ou por critérios subjetivos”, conclui o especialista.

Cadastre-se ao lado e receba nossas atualizações em primeira mão!

 

Com informações

Atrair, treinar e reter talentos

Recrutar é um talento

Dicas para atrair e manter talentos na sua empresa

7º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria

Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae)

Confederação Nacional da Indústria

Fundação Certi

Endeavor

Catho

Right Management

Dartagnan Costa

Advogado OAB/RS 72.784
Diretor na empresa Dartagnan & Stein Sociedade de Advogados, atuando no Estado do Rio Grande do Sul.
Bacharel e Mestre em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul
Especialista em Direito Tributário pela Universidade Cândido Mendes
Especialista em Direito Empresarial do Trabalho pela Universidade Cidade de São Paulo
MBA em Direito da Economia e da Empresa pela Fundação Getúlio Vargas

Deixe uma resposta